domingo, 12 de janeiro de 2014

Nisekoi #1 - A estreia colorida com direito à primatas.

Estou totalmente anestesiada com a estreia de Nisekoi, simplesmente me surpreendeu assustadoramente criando em mim uma esperança imensa de que temos uma nova comédia romântica que possivelmente superará Lovely Complex! Ilustrada por Naoshi Komi e dirigida por Akiyuki Shinbo, Nisekoi estreia com grande estilo.



A primeira cena do flashback quando Raku é criança e está fazendo a promessa secreta de que para se casar quando crescesse e encontrasse com a garota que carrega a chave do seu pingente, vale a pena ressaltar que não há vozes de diálogo, a personagem não possui expressão facial ~provavelmente para não comprometer o mistério de quem é a garota por enquanto~ e aparece como um filme antigo como se tivesse sido filmado por uma Super 8 justamente para deixar o clima totalmente nostálgico.



Vamos lá, a vida que Ichijou Raku (Koki Uchiyama) leva é bem engraçada ele é o herdeiro de uma família da Yakuza chamada Shuei Gumi mesmo convivendo ~até servindo de cozinheiro para todos eles com uma cena sensacional mostrando como um verdadeiro chef prepara seus pratos~ com toda essa bagunça das gangues e tudo que uma máfia tem direito , ele não tem a pretensão de herdar nada e sim passar numa boa faculdade e ter um emprego de funcionário público. E por incrível que pareça os mafiosos o respeitam e o admiram por isso deixando o ar bem “kawaii” quando ele divaga sobre suas aspirações.




Toda a “fotografia” trazida nesse episódio é insuperável, quando falam de inovação no estilo de fazer uma animação já podemos citar Nisekoi que apresentou com responsabilidade a arte da inovação nas cenas, que em incontáveis vezes colocaram texturas interessantes nas imagens, uma característica trazida em outras obras do mesmo estúdio Shaft responsável por Nisekoi e que já nos apresentou Puella Magi Madoka Magica contendo essas mesmas características.

Voltando aos meus comentários sobre o episódio já na parte que Raku está chegando na escola surge a primeira cena em que Kirisaki Chitoge (Nao Toyama) aparece, eu só consegui compara-la a nossa querida Sailor Vênus ~aparência é muito semelhante só trocando um laço fofinho da Minako por pontudos como uma orelhinha de coelho da Chitoge~... ainda mais como surgiu correndo como uma super heroína, pulando muros, quebrando regras para salvar seu próprio dia. E pro azar de Raku que saiu todo quebrado dessa experiência porque ela caiu justamente em cima dele quando pulou o muro para entrar na escola porque estava super atrasada pro seu primeiro dia de aula.





Diferente de Chitoge surge uma garota tímida, não muito chamativa de aparência, educada e delicada : Onodera Kosaki (Kana Hanazawa) que se preocupa com os machucados do colega Raku que chega todo quebrado na sala de aula agindo como uma boa garota servindo de “enfermeira” por alguns segundos.
O jeito que colocam Onodera como sonho da vida de Raku é muito engraçado ~ele gostou de se machucar porque isso resultou nela o ajudando, e toda a divagação de que ela poderia tanto ser feita pra ele, pois seria um sonho~ pois dá pra perceber que aquilo não é em vão e que em algum momento algo muito interessante irá acontecer entre os dois.



A cena em que Chitoge aparece novamente é para se apresentar para a classe de Raku e Onodera, ela chega na classe e todos ficam admirados pela sua beleza que é diferenciada para eles pois ela é mestiça de mãe japonesa e pai americano e com certeza por ser novidade também ~a frente da sala de aula vira um verdadeiro palco pra ela, iluminada pelas luzes e escutando a plateia em polvorosa a ovacionando ~ quando ela depara com Raku no final da classe é um verdadeiro show de comédia, gritos intermináveis e acusações sem fim vindas dos dois. Eu realmente ri muito quando ele a chamou de ogra fazendo que Chitoge fique extremamente ofendida, aparecem os rostos congelados de outros colegas se perguntando o que era aquilo afinal, a briga continua num ritmo quente fazendo com que todos da classe fiquem surpresos com os dois... eles fazem menção a “Briga de confetes” quando cada um diz algo saem papeizinhos deles. Vale a pena ressaltar que ela se irrita mais quando ele explode e a chama de “macaca” ~isso vai ser bem comum nos próximos momentos do episódio~ o que faz a garota explodir batendo em Raku caracterizando assim que a relação entre os dois será um eterno MMA daí por diante.




Reclamando sozinho sobre a chatice de Chitoge e divagando que Onodera poderia tanto ser a garota da promessa que ele nunca mais viu na vida, ele percebe a falta do seu pingente perdido. Isso ocorre no momento que a loirinha o golpeou com o joelho sem querer pulando o muro, então ele a força a procurar com ele o pingente dizendo que a culpa era dela a perda do amuleto. Quando Onodera chega para ajudar naquela discussão ou talvez até “bicar” a situação se depara com a descrição de Raku do pingente a deixando suspeita na história, será que ela possui a chave? Porque ficaria tão encabulada por saber de um pingente assim? Os sonhos de Raku se tornaram realidade? Enfim... Chitoge é forçada a aceitar o desafio de procurar o amuleto e propõe que ele nunca mais fale com ela na escola, segundos depois a professora entra na sala e diz que os dois terão que cuidar dos bichos da escola juntos para que Chitoge se sinta em casa, traçando assim o começo de uma rotina entre os dois que possuem personalidades totalmente fortes estranhando qualquer ato um do outro.




A partir daí começam vários momentos que eles ficam juntos e se estranham com tudo que fazem criando cenas de teor cômico fortes e nos deixando cada vez mais curiosos para saber qual vai ser a próxima briga, o jeito que animação da Shaft traçou Nisekoi ficou muito caricata podendo atrair fãs que admiram as facetas da animação que é um verdadeiro “Loop visual” ~ descrita pelo nosso administrador e amigo Carlírio no seu post no Netoin! E também atrair uma gama de pessoas que acham um tanto quanto agressivo aos olhos, mas eu acho que é só questão de costume quando se trata de uma obra com um belo conteúdo desses, que nos enche de diversão a cada instante.

Um bom exemplo pra isso é que no começo confesso que estranhei um pouco Kill La Kill, a forma que a animação era um pouco grosseira, todas as sátiras com o ecchi, o fato da Satsuki conversar numa boa com alguém a trinta metros dela sem comprometer que a pessoa a ouça e muitas outras características que eu considerava agressivas ao meu ponto de vista. Mas hoje eu considero uma das melhores séries da atualidade e não consigo pensar em perder nenhum episódio, enfim... isso tudo foi só pra ressaltar que se você só se incomodou com o visual relaxa que isso passa.





Durante todo o episódio toda aquela guerra entre Chitogi e Raku, faz com que ele reflita que tipo de família ela foi criada pra ser tão louca assim e alguns comentários vindo dos colegas de porque ela foi transferida logo no meio do ano deixa um suspense no ar e uma obviedade grande pra quem leu a sinopse do anime.
Resumindo depois de tanta briga, confusão, suspeita e mais arranca rabo procurando o pingente quando Raku ofende mesmo Chitoge e pede que ela pare de procurar ela faz questão de continuar e acha para o garoto que fica meio sem palavras com o ato mostrando que a garota não é só uma “macaca”, “gorila”, “acrobata” e “louca” como ele disse em vários momentos... ela pode ser uma grande amiga também. No momento que ele consegue seu amuleto de volta Onodera estava junto sendo ela que proporcionou  o “encontro” para que Chitoge o entregasse e acaba deixando o garoto confuso agindo como se pertencesse a ela a chave para o amuleto, dizendo que ele não pode se esquecer das suas promessas, porque a outra pessoa ainda pode se lembrar e se ele desistir ela poderá ficar triste...deixando o clima bem emocionante e desconcertante para Raku ~recém acreditando que pode ser verdade...que a garota dos seus sonhos é o amor da sua vida~, que instantaneamente promete que não vai quebrar a promessa que é importante pra ele. O legal é que a série não deixou o mistério bobo perdurar pelos outros episódios porque logo que Raku dá as costas para Onodera ela observa a chave confirmando que ela é a garota da promessa.



A última cena é Raku chegando em casa e sendo chamado para conversar com seu mafioso pai que o diz que está ocorrendo uma guerra entre a Yakuza e outra gangue rival e que só há um modo de parar isso tudo se Raku se envolver com a filha do chefe da gangue rival mesmo que de mentirinha, pois quando herdeiros de gangues se relacionam não tem mais motivo para guerra.
Sem ter como escolher muito Raku é jogado nessa cilada e então é revelada sua nova namorada com quem terá que ficar por TRÊS LONGOS ANOS! Nada mais nada menos que Chitoke que aparece no maior estilo encrenqueira novamente, causando o maior MINDFUCK em Raku juntando todos os pontos  do porque ela entrou para a escola tão tarde transferida assim, pela sua personalidade forte e encrenqueira e pelo cheiro familiar exalado pela loirinha que era de fumaça de arma.
O que deixa tudo confuso agora e com muita animação para descobrir o que vai acontecer com eles e se isso prejudicará sua promessa.


Eu amei, e vocês gostaram? Comente aqui e dê sua opinião! Não esqueça de curtir nossa página no facebook e nos seguir no Twitter!


14 comentários:

  1. Saudações


    Realmente, noto que o episódio foi muito chamativo para você, nobre Nazca.
    Posso aqui dizer, sem medo de estar errado, que Nisekoi também superou as minhas expecattivas inicias com méritos, tenha certeza...

    Contudo, ainda acho cedo demais para julgar o trabalho da Shaft como muito bom (como aqui explanado por ti) ou como muito ruim (como algumas outras pessoas já enfatizaram). É preciso calma neste aspecto.
    Levando em consideração apenas este episódio, tenho para dizer que a Shaft cumpriu o seu papel, pois a animação ficou dentro daquela linha esperada que o estúdio pode oferecer, aos meus olhos...
    Mas guardo algumas ressalvas, que serão respondidas unicamente com o passar dos episódios...

    De toda a forma, seguirei com o anime até o seu final e, tal como já havia comentado com uma amiga no Twitter, somente assim poderei opinar de forma extremamente assertiva e justa...

    E lhe parabenizo pelo texto.
    Digno. :)


    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlírio!!!
      Sim acertou em cheio, foi muito chamativo pra mim sim e eu fiquei surpresa por me deixar tão conectada com a história, agora não posso perder o ritmo e continuarei acompanhando semanalmente.

      Hm, sobre julgar cedo demais eu já não sei ao certo se irá me decepcionar porém, em vista desse episódio eu fiquei com uma vontade imensa de ver mais desse anime que é comédia pura mesclado com uma animação única.
      Seguiremos juntos com o anime então amigo, e eu com a minha análise semanal!
      Obrigada pela força :3
      Até!

      Excluir
    2. Saudações


      Sim, eu parto da premissa que o hype em si é exagerado para quaisquer anime...
      E minha dúvida não está na competência do Shaft, e sim no fato do estúdio trabalhar uma comédia romântica desta vez...

      Pode parecer besteira da minha parte, mas com estes sete/oito anos seguidos, já notei que certas coisas ou caminham paralelamente ou desandam de vez.

      Não tiro o brilhantismo da estreia, de forma nenhuma.
      Mas também não consigo lançar altas notas ou um otimismo total para a mesma.

      Torço, apenas, para que eu esteja errado sobre isto...


      Até mais!

      Excluir
  2. Olá Nazca!

    Sem dúvidas, Nisekoi foi uma das melhores estréias até aqui, tomara que siga na ótima qualidade já apresentada nesse primeiro episódio.

    E estou contigo quanto ao otimismo pela série, creio que poderá ser uma obra a ser bem acompanhada e até mesmo a surpreender.

    Um ótimo texto e até a próxima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vini!!
      Estamos juntos nessa vamos seguir até o fim com Nisekoi que SIM superou as expectativas até de quem não admite isso, eu aposto que sim!
      Tende a melhorar na minha opinião mas, vamos aguardar!
      Obrigada e até!

      Excluir
  3. Já me chamou atenção quando comparou a Lovely Complex! Com certeza vou assistir! \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem diferente porém tem uma veia cômica parecida!
      Eu acho que você vai gostar!

      o/

      Excluir
    2. Já já vejo e digo o que achei! XD

      Excluir
  4. Nisekoi pra mim foi uma surpresa. Eu não lia o mangá e a sinopse tinha uma proposta que não era nada de novo, mas quando fui ver, não é que me divertiu? Ainda mais com os toques do Shaft aqui e ali. Achei gostoso de ver. O resto depende da evolução do Raku e da Chitoge como personagens e na relação de "namorados"...
    Parabéns pelo texto! o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bia!!! Seja bem vinda ao FR <3
      Bom, pra te falar a verdade quando escolhi Nisekoi pra comentar foi bem antes da estreia, eu li as sinopses e resolvi falar sobre ele porque era uma história "neutra" e foi meio que um uni-duni-tê hahahah! Mas quando eu percebi o quanto era bom eu agradeci muito meu sexto sentido.
      Eu fiquei maravilhada com o jeito simples e engraçado que dispuseram as cenas~
      Obrigada e volte sempre :33

      Excluir
  5. Dei uma bicada no primeiro episódio, eu sinceramente achei muito bom - até onde vi. Mas eu ainda to meio pé atrás com Nisekoi, em como anda o mangá.
    Em relação a animação, os personagens (Chitoge pra mim é a melhor de todas :3), eu não tenho o que reclamar, agora o andamento do mangá... eu li até quase tudo até onde saiu e comentando aqui bem rapidinho, vai perdendo o foco várias vezes. Pode ser o que eu acho, mas eu fui perdendo a paciência algumas vezes. Já consegui entender o por que de muitas coisas, mas mesmo assim.. muita parada aleatória, história paralela me irrita.

    > Onodera, morra. (pfvr tragam 1kg de sal pra tacar nessa guria) '-'
    Obs.: Vai ser difícil achar algum que supere Lovecom u.u

    Curti teu texto Nazquenha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LEH!!!
      Ah que bom que você tá lendo Nisekoi eufico bem feliz mesmo, visando que o mangá também parece ser mais completo que o anime sempre vai acontecer mais coisas aleatórias que o normal né?
      Eu espero que os episódios do anime continuem com essa objetividade que está!

      Onodera é lindinha Leh , mas com certeza a Chitoge combina muito mais contigo! hahah
      Obrigada lindinha e volte sempre no FR! :3

      Excluir
    2. Exatamente o que falei pra ela Nazca, gostou mais da Chitoge porque se identifica mais com ela! SHAUSHUAHUA

      Excluir